outubro 11, 2017

[RESENHA] ED MORT, DE LUIS FERNANDO VERÍSSIMO

Sinopse: “Um dos personagens mais populares de Luis Fernando Verissimo, o detetive Ed Mort apareceu pela primeira vez em 1979, no conto “A armadilha”, para nunca mais sair de cena. De língua afiada, coração mole e sempre sem um tostão no bolso, saiu das páginas dos livros, virou filme e, mais recentemente, minissérie para a televisão no canal Multishow, com Fernando Caruso no papel do detetive trapalhão.”

 

Mort. Ed Mort. Detetive Particular criado por Luis Fernando Veríssimo. Suas histórias são curtas, mas deliciosamente envolventes e bem humoradas. É uma caricatura de outros detetives, sobretudo Philip Marlowe, de Raymond Chandler. Seu escri (o tório foi sublocado) tem a presença constante de baratas e de um rato albino, o Voltaire. O nome, é porque ele some, mas sempre volta. Tem tudo o que Agnaldo Timóteo já gravou. Suas frases são curtas como o cano do seu .38, cujo talão do penhor ele carrega no coldre para qualquer eventualidade. Fez o curso de detetive por correspondência, mas há relatos (do próprio Ed) de que o carteiro foi subornado. Ainda assim, nunca entregou a aula sobre como ganhar dinheiro nesta profissão. Mort. Ed. Mort. Detetive Particular. Tá na capa do livro. Leia, eu recomendo.

 

“— Qual foi o motivo do crime?

— Não sabemos.

— Vocês não sabem nada. Eu resolveria esse caso em três minutos. Dois, se tivesse verba do Estado. Encontraria o assassino e o motivo do crime.

— Você não encontraria o próprio nariz com as duas mãos.

Levei a mão ao nariz e o segurei com força.

— Olhe. E com uma mão.

Ninguém me ganha em diálogo inteligente.”

 

Trecho de Ed Mort, de Luis Fernando Veríssimo.

 

 

Abaixo, um trecho da adaptação mais recente, a minissérie do canal Multishow, tendo Fernando Caruso no papel de Ed Mort.

 

Essa resenha pode ter ficado um pouco estranha, mas eu desafio você, leitor, a ler esse livro e não falar usando a mesma estrutura narrativa de Luis Fernando Veríssimo e seu hilário detetive particular, que é uma caricatura não só de detetives ilustres da ficção, mas de um Brasil não muito distante de nós. É uma leitura rápida, leve e divertida. O livro reúne todas as histórias do personagem em contos bem curtinhos. Uma ótima pedida para o feriado ou qualquer dia em que a palavra de ordem seja relaxar.

 

 

 

Título: Ed Mort
Autor: Luis Fernando Veríssimo
Editora: Objetiva
Páginas: 80

 

Compre na Amazon: Ed Mort.

setembro 22, 2017

[RESENHA] BRANCA DE CARVÃO, DE KATHERINE SALLES

Sinopse: “Branca é herdeira da fábrica que exporta carvão para todo o país desde a Revolução Industrial. Porém, sua madrasta tem planos para o futuro da menina. Em um ato de rebeldia, ela foge da mansão onde era prisioneira, e encontra em seu caminho uma tenda onde moram sete pequenos escravos. Ao ir se banhar em uma noite quente, avista um belo jovem se deleitando nas águas do Rio da Inconfidência, iluminado pela lua cheia. Branca mal sabe que ele é o contratado de Lady Mag, sua madrasta, para matá-la.” 

 

Branca de Carvão é uma releitura de Katherine Salles do conto de fadas Branca de Neve, publicada em e-book na Amazon e também disponível em formato físico pela Editora Portal, selo Reino. Trata-se de uma história curta e envolvente, além de nada óbvia: a Branca aqui é negra e vive no Brasil colonial de 1898.

A jovem Branca é herdeira de uma fábrica de carvão, mas vive sob os maus tratos da madrasta, que deseja vê-la morta. Paralela à história de Branca, conhecemos também a história de sua mãe, Dinah, que casou-se em um ato impulsivo — e apaixonado — com um homem branco e rico. As diferenças sociais entre Dinah e seu noivo João Guimarães acabaram minando o amor que outrora havia entre os dois, tendo em vista, ainda, o contexto da época: um Brasil que havia abolido de vez a escravatura há pouco tempo.

Apesar de ser uma releitura de Branca de Neve, a história de Katherine Salles surpreende por ser bem realista em seu contexto histórico. Os anões, aqui, são crianças negras vivendo em regime análogo a escravidão, como funcionários da carvoaria. E o caçador pode não ser bem o tipo de pessoa que a madrasta pensa, para o bem de Branca e nosso deleite.

Katherine Salles tem organizado antologias de sucesso, como Querida Jane Austen, uma homenagem e Forte como uma garota. Além disso, é sucesso no Wattpad e têm outros livros publicados em e-book na Amazon, veja aqui. 

 

Título: Branca de Carvão
Autora: Katherine Salles
Editora: Portal, selo Reino
Páginas: 151

 

Compre na Amazon (em e-book, gratuito para assinantes Kindle Unlimited): Branca de Carvão.

 

julho 19, 2017

[RESENHA] UM AMOR INESPERADO, DE SILVIA SPADONI

Sinopse: “Na antiga Inglaterra, Amélia embarca em um plano mirabolante com o único objetivo de se livrar do seu terrível tutor: casar-se com um total desconhecido e, ainda por cima, prisioneiro da Coroa Britânica à espera da execução. O plano parece dar certo. Ela se considera viúva e já não sente mais a presença obscura de seu guardião. Mas o mundo de Amélia vira de ponta-cabeça quando Lorde Cunnington, o herdeiro até então ignorado do conde de Hartford, assume as propriedades e é recebido como herói na sociedade local. Tudo estaria bem, não fosse o fato de ele ser o prisioneiro com quem ela havia se casado no submundo daquela fétida prisão. Amélia, agora, precisa enfrentar a vingança do homem cujo nome ela comprou e os novos sentimentos que a simples presença daqueles olhos negros desperta nela.”

 

Um Amor Inesperado é o segundo livro da série independente Amores, da escritora Silvia Spadoni. É o tipo de leitura que você termina com um sorriso no rosto, dá até vontade de abraçar o livro antes de colocá-lo de volta na estante. Um romance de época leve e encantador, perfeito para ler em um único dia.

Lady Amélia de Wintour procura por um marido no submundo da prisão de Fleet, em Londres, a fim de se livrar de seu terrível tutor. O mirabolante plano tinha como objetivo obter o documento que libertaria Amélia e a colocaria na confortável condição de viúva, tendo em vista que o noivo era um prisioneiro da Coroa Britânica à espera da execução.

James Cunnington não teve outra alternativa a não ser aceitar casar-se com Amélia. Tratava-se de um acordo vantajoso para o diretor da prisão, que recebera uma boa quantia em ouro para viabilizar o matrimônio. Sendo assim, mediante tortura, James disse o sim que Amélia tanto precisava.

Dois anos depois, Amélia vivia tranquila, mantendo a farsa de um rápido casamento com um soldado que foi a óbito em batalha. Estava passando uma temporada na casa da amiga Lady Snowden, que estava grávida, quando receberam a notícia de que a propriedade vizinha receberia o seu novo dono, o sobrinho-neto e herdeiro do conde de Hartford. O novo conde era um herói de guerra que esteve infiltrado na prisão de Fleet como um traidor da Coroa, mas tudo parte de um teatro para obter informações. Em uma inteligente manobra, ele fugiu do enforcamento e conseguiu se infiltrar no exército francês e assim obteve informações importantes para o exército inglês. Retornou para Inglaterra, pois sofrera um ataque e seu disfarce estava prestes a ser descoberto. Qual não foi a surpresa de Amélia ao ouvir o nome James Cunnington como o responsável por essas extraordinárias ações! Seria um homônimo ou o seu noivo que retornara do mundo dos mortos para atormentá-la? Seria possível ela ter saído das mãos de um tirano para cair nas mãos de outro?

James nunca esquecera os olhos verdes da mulher que o forçara a casar-se com ela na fétida prisão, quase pondo por água abaixo seu disfarce. Ele estava disposto a achá-la para se vingar pela humilhação. Mas não contava encontrar uma pessoa tão diferente da qual ele sempre imaginou ser a sua Amélia.

De forma ainda mais envolvente que no primeiro livro, o leve suspense que permeia o romance entre os protagonistas dá um toque super especial a essa história. Recomendo muito a leitura e mal posso esperar para ler o Um Amor Apaixonado, terceiro e último livro da série Amores, à venda no site da Pedrazul Editora neste link.

 

 

Veja a resenha de Um Amor Conquistado, primeiro volume da série Amores, aqui.

 

 

Título: Um Amor Inesperado (Série Amores, livro 2)
Autora: Silvia Spadoni
Editora: Pedrazul
Páginas: 240

 

Compre no site da Pedrazul e ganhe lindos marcadores, clique aqui.

 

Compre o e-book na Amazon: Um Amor Inesperado.

Tamires de Carvalho • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPressDesenvolvido por