janeiro 08, 2016

[RESENHA] FÁBULAS COMPLETAS, DE ESOPO

Sinopse: “Dentro do projeto de publicar clássicos da literatura mundial, a Cosac Naify apresenta mais um material inédito: 383 fábulas atribuídas a Esopo traduzidas diretamente do grego por Maria Celeste C. Dezzotti, professora da Unesp, que propôs uma maneira completamente original de organizar a obra. A tradutora optou por utilizar como fontes a compilação do editor Émilie Chambry – tida como referência – e acrescentar a do também editor Ben Perry, mais atual e completa que a anterior. Com isso, somam-se 26 fábulas ao corpus comumente usado. Outra novidade proposta pela tradutora é a disposição da moral, que vem separada da narrativa para deixar claro o seu caráter de argumentação – e não de conduta ou comportamento, como se convencionou atribuir às fábulas.
A editora convidou o jovem artista Eduardo Berliner – destaque na 30ª Bienal de São Paulo – para também renovar a interpretação pictórica das fábulas, dispostas nesta edição em ordem alfabética. Ao incorporar a ideia de que os textos trazem animais metaforizando homens, Berliner misturou partes dos corpos de animais e de humanos, em situações tão irônicas e perturbadoras quanto as narradas no texto.
Em nanquim preto, as inteligentes ilustrações dividem espaço com as fábulas impressas em vermelho, dispostas cada uma em uma página, como se a proposta fosse oferecer ao leitor um texto por dia. Esse conceito é reforçado pelo tamanho do livro, de proporções pequenas e confortáveis para a leitura. Como diz a professora de literatura grega da USP Adriane Duarte, que assina a apresentação do livro: “Os desenhos de Eduardo Berliner são cheios de referências contemporâneas, estimulando os leitores a ver a fábula como algo vivo, que diz respeito ao mundo que habitamos”.
Assim, a edição de Esopo – fábulas completas revisita as fábulas gregas em uma experiência de leitura completamente nova. É, ao mesmo tempo, uma referência acadêmica e uma ótima porta de entrada para se deliciar com os tão conhecidos animais de Esopo.”

 

Aproveitando a liquidação do catálogo da Cosac Naify, que anunciou o encerramento de suas atividades no final de 2015, adquiri essa edição lindíssima das Fábulas de Esopo contendo 383 fábulas traduzidas diretamente do grego, sendo 26 delas inéditas em português! A tradução foi feita por Maria Celeste C. Dezotti e conta com ilustrações de Eduardo Berliner. A apresentação do volume foi escrita por Adriane Duarte.

O gênero fábula sempre me remeteu à infância. Uma forma de aprendizado moral feito através do lúdico da personificação dos animais. Mas as Fábulas Completas vão além e mudaram totalmente esse meu ponto de vista: seu conteúdo é, muitas vezes, preconceituoso e até mesmo pornográfico! Logicamente, a apresentação feita por Adriane Duarte já havia feito esse alerta, mas, ainda assim, confesso que o conteúdo me desanimou um pouco. O fato de pensar nas fábulas de Esopo sempre como histórias infantis me fez ignorar o que elas realmente são: textos formadores de moral de uma época já distante da qual vivemos. Foi, entretanto, uma boa descoberta e também uma boa leitura.

 

Existem muitas edições brasileiras das fábulas esópicas, a grande maioria voltada para o público infantil. Menos por causa do público-alvo e mais pela concepção que se tem do que lhe é adequado ou não, essas antologias costumam trazer textos adaptados e fazer uma seleção que exclui as histórias que tratam de temas polêmicos, como morte e sensualidade, ou considerados politicamente incorretos. Quase todas têm tradução indireta, limitando-se apenas a reproduzir texto e ilustrações de obras editadas em outros países. Umas poucas edições fogem desse padrão. Mirando um público adulto, propõe-se a realizar tradução integral do corpus esópico diretamente do grego. Essa escolha se faz acompanhar de um projeto gráfico sóbrio, onde há pouco lugar para ilustrações. (Esopo e a tradição da fábula, por Adriane Duarte)

 

Sendo uma edição da Cosac Naify, o leitor, acostumado aos projetos gráficos impecáveis da editora, pode ter uma ideia do tratamento dado a esta edição: a capa tem acabamento em veludo, assim como o marcador de pano, que dá um charme todo especial à obra. As ilustrações, embora sóbrias, são lindas e o texto foi impresso em vermelho, cor predominante da capa. É uma edição para ler e ter na estante!

 

 

Título: Esopo: Fábulas Completas
Autor: Esopo
Tradução: Maria Celeste C. Dezotti
Apresentação: Adriane Duarte
Ilustrações: Eduardo Berliner
Editora: Cosac Naify
Páginas: 561

 

Compre pela Amazon: Esopo. Fábulas Completas

 

Tamires de Carvalho • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPressDesenvolvido por