[RESENHA] O TUPI QUE VOCÊ FALA, DE CLAUDIO FRAGATA

[RESENHA] O TUPI QUE VOCÊ FALA, DE CLAUDIO FRAGATA

Sinopse: “Guri, pipoca, saci, guaraná, abacaxi. Podemos não perceber, mas é comum falarmos tupi. As palavras de origem indígena fazem parte do nosso cotidiano e com O tupi que você fala as crianças descobrirão que vários alimentos, animais e plantas têm nomes dados pelos índios. Claudio Fragata revela de forma divertida que todos temos um pouco em comum com os primeiros habitantes do nosso país. As ilustrações de Maurício Negro complementam o texto, de forma que as palavras desconhecidas possam ser apresentadas aos pequenos leitores. O tupi que você fala mostra às crianças que nosso português traz influências de outras culturas e aguça a curiosidade dos pequenos a descobrir a origem das palavras.”

 

Saiba mais sobre a língua tupi clicando aqui.

 

Talvez esse seja o livro mais legal da Biblioteca da Olívia (embora seja difícil escolher apenas um!). Recebemos nossa edição daquela ação do Itaú Cultural, que envia livros para quem os solicita no site deles durante o mês de outubro (enquanto dura o estoque/tiragem), mas o livro de Claudio Fragata, com lindas ilustrações de Mauricio Negro, é facilmente encontrado em sites ou livrarias.

A “idade recomendada” para leitura deste livro é a faixa de 1 a 8 anos, sendo que os maiores podem não achar o livro tão interessante caso não tenham condição ou o incentivo de explorar mais a leitura. O tupi que a gente fala mostra algumas palavras do nosso dia a dia que têm origem na língua tupi, ou seja, mostra nossa raiz indígena, que às vezes passa despercebida. Não há dicionário ou glossário sobre o significado das palavras (a maioria nem precisa, e as ilustrações também são um apoio no entendimento), mas daí cabe aos pais ou mediadores de leitura propor uma pesquisa, coisa rápida na internet, para que o pequeno leitor expanda sua experiência com as palavras e língua apresentadas aqui. É interessante também conversar sobre os povos originários, de forma a fugir dos estereótipos mostrados na TV e, pasmem, na escola (alô Dia do índio, estou falando de você!).

Quando a gente diz “leia para uma criança”, não é só sobre decodificação de palavras que estamos falando. É leitura mesmo, entender o que está ali no papel, pesquisar o que não sabe. Coisa rara nesses tempos imediatistas de redes sociais. Até para adultos (ou principalmente para nós!)!

 

“Comendo pipoca ou amendoim, você é um pouco curumim.”

 

 

Título: O tupi que você fala

Autor: Claudio Fragata

Ilustrações: Mauricio Negro

Editora: Globinho

Páginas: 32

Compre na Amazon: O tupi que você fala

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *