[RESENHA] NÃO LEIAM DELICADOS ESTE LIVRO: 100 POEMAS DE JORGE DE SENA

[RESENHA] NÃO LEIAM DELICADOS ESTE LIVRO: 100 POEMAS DE JORGE DE SENA

Sinopse: “Poeta aclamado e um dos mais importantes intelectuais portugueses do século XX, Jorge de Sena ganha esta alentada antologia poética no ano de celebração de seu centenário de nascimento. Autor de uma obra vastíssima, incluindo ainda ficção, teatro e ensaios, Jorge de Sena teve na poesia seu campo de experimentação, provocação e renovação. “Sena promove, na sinuosidade erógena dos versos, a fertilização de uma linguagem sempre à beira do desgaste e sempre pronta a incessante renovação.”, aponta Gilda Santos, professora de literatura portuguesa da UFRJ e organizadora da antologia. A edição reúne, além de 100 poemas do autor, uma série de notas explicativas e imagens que fazem parte do rico universo de Jorge de Sena. Um ensaio do filósofo, crítico e ensaísta português Eduardo Lourenço oferece uma análise aprofundada de sua produção poética. Para Lourenço, que destaca o papel fundamental de Jorge de Sena como um dos primeiros e mais lúcidos comentadores e críticos do Modernismo em geral, há na obra do poeta uma “desconfiança em relação ao poético enquanto lírico, canto por demais encantador e, por isso mesmo esquecido de sua função, tão mais necessária, de arma contra a mentira da imagem aceitável e aceita da condição humana.” Essa suspeita em relação à própria poesia é possivelmente o traço mais original da obra de Jorge de Sena, e toma proporções cada vez maiores à medida que sua aventura pessoal se torna mais complexa e mais dolorosa, confrontada não somente com o mundo confinado de Portugal em um regime ditatorial, assim como com os vastos horizontes de sua errância voluntária pelo Brasil e pelos Estados Unidos.”

 

Como nem tudo são livros e literatura no curso de Letras (quem dera!), às vezes fazia dó ter que estudar “superficialmente” alguns autores porque eu também precisava cuidar de outras coisas um pouquinho chatas (burocracias dos estágios, por exemplo), sem contar as matérias da parte de língua portuguesa que às vezes demandavam um pouco mais de atenção (Latim, principalmente, que me tirou o sono um semestre inteiro!).

Em Literatura Portuguesa, um dos autores os quais eu guardei o nome para ler com calma depois do curso foi o Jorge de Sena.

Qual não foi a minha alegria quando eu vi a lombada de um livro dele no Instagram da @literatamy e acabei descobrindo a Coleção Atlântica, da Editora @bazardotempo, “dedicada a reunir expoentes de diferentes gerações e vertentes” para “apresentar no Brasil um panorama da melhor poesia portuguesa”. O título “Não leiam delicados este livro: 100 poemas de Jorge de Sena”, foi organizado pela professora e especialista na obra de Sena, Gilda Santos. Conta, ainda, com ensaio de Eduardo Lourenço e várias notas explicativas que permitem um real aprofundamento nesta leitura. Uma edição muito boa, tanto em conteúdo, quanto em beleza, que me proporcionou ler calmamente por aqui, enfim, esse maravilhoso autor português! Juro que eu tentei selecionar um ou dois poemas favoritos entre a centena publicada nessa edição, mas foi impossível: entre temas políticos, de amor e sobre a arte de fazer poesia (os principais, mas não os únicos de sua obra) Jorge de Sena é realmente incrível. Vale muito a leitura!

 

 

Jorge de Sena

Sobre o autor: Jorge de Sena (1919-1978) escritor português de obra vastíssima que inclui poesia, ficção, teatro e ensaio. Engenheiro de formação, exilou-se no Brasil em 1959 fugindo da ditadura salazarista e aqui se tornou professor universitário e cidadão brasileiro. Em 1965, após o golpe militar, transferiu-se para os Estados Unidos, lecionando nas universidades de Wisconsin e da Califórnia, onde faleceu. É um dos mais importantes intelectuais portugueses do século XX.

 

 

 

 

 

 

 

Título: Não leiam delicados este livro: 100 poemas de Jorge de Sena

Organização: Gilda Santos

Editora: Bazar do Tempo

Páginas: 252

Compre na Amazon: Não leiam delicados este livro: 100 poemas de Jorge de Sena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *