julho 13, 2016

[RESENHA] CARTAS EXTRAORDINÁRIAS

Sinopse: “Do comovente bilhete suicida de Virginia Woolf à receita que a rainha Elizabeth II enviou ao presidente americano Eisenhower; do pedido especial que Fidel Castro, aos catorze anos, faz a Franklin D. Roosevelt à carta em que Gandhi suplica a Hitler que tenha calma; e da bela carta em que Iggy Pop dá conselhos a uma fã atormentada ao genial pedido de emprego de Leonardo da Vinci – Cartas extraordinárias é uma celebração do poder da correspondência escrita, que captura o humor, a seriedade e o brilhantismo que fazem parte da vida de todos nós. Esta coletânea de mais de 125 cartas oferece um olhar inédito sobre os eventos e as pessoas notáveis da nossa história. O livro reproduz a maior parte dos fac-símiles das missivas, com sua transcrição e uma breve contextualização, além de ser ricamente ilustrado com fotografias e documentos. A engenhosa organização de Shaun Usher cria uma experiência de leitura que proporciona muitas descobertas, e cada nova página traz uma bela surpresa para o leitor. Não apenas um deleite literário, mas também um livro-presente inesquecível. Inclui cartas de: Zelda Fitzgerald, Dostoiévski, Amelia Earhart, Charles Darwin, Albert Einstein, Elvis Presley, Dorothy Parker, John F. Kennedy, Charles Dickens, Katharine Hepburn, Mick Jagger, Steve Martin, Emily Dickinson e muito mais. “Literalmente o volume mais delicioso que se poderia imaginar. Cada página é uma maravilha.” – The Spectator”

 

Quem é que não gosta de uma boa carta? No livro Cartas Extraordinárias: a correspondência inesquecível de pessoas notáveis, organizado por Shaun Usher e publicado pela Companhia das Letras, temos 125 missivas dos mais variados temas, o que nos proporciona ótimas histórias em um único livro.

Esta coletânea de 125 cartas oferece um olhar inédito sobre uma série de eventos e pessoas notáveis da história – não apenas personagens famosos, como também indivíduos ditos ‘comuns’ que viveram experiências extraordinárias. O livro reproduz a maioria dos fac-símiles das missivas, com sua transcrição traduzida e uma breve contextualização feita pelo organizador, além de ser fartamente ilustrado com fotografias e documentos.” (orelha do livro)

Abaixo, transcrevo a carta de número dez, sob o título Não consigo mais lutar, escrita por Virginia Woolf para o seu marido Leonard em março de 1941. Nela, a autora de romances como Mrs. Dalloway e Orlando, despede-se de seu companheiro pois não aguentava mais lutar contra a depressão.

Meu querido,

Tenho certeza de que vou enlouquecer de novo. Não podemos passar por mais uma daquelas crises terríveis. E, desta vez, não vou sarar. Começo a ouvir vozes e não consigo me concentrar. Por isso estou fazendo o que me parece a melhor coisa. Você me deu a maior felicidade possível. Você foi, sob todos os aspectos, tudo o que alguém poderia ser. Acho que não existiam duas pessoas mais felizes, antes de aparecer essa terrível doença. Não consigo mais lutar. Sei que estou estragando sua vida, que, sem mim, você poderia trabalhar. E eu sei que vai. Veja que nem consigo escrever direito. Não consigo ler. O que eu quero dizer é que devo a você toda a felicidade da minha vida. Você tem sido extremamente paciente comigo e incrivelmente bom para mim. Quero dizer que – todo mundo sabe disso. Se existisse alguém capaz de me salvar, seria você. Perdi tudo, menos a certeza de sua bondade. Não posso continuar estragando a sua vida.

Não creio que tenham existido duas pessoas mais felizes que nós.

V.”

IMG_20160711_113704

Ainda temos a receita de scones que a Rainha Elizabeth II enviou ao presidente dos EUA, Eisenhower; de um ex-escravo para o seu antigo dono que, aparentemente, desejava atraí-lo de volta ao trabalho escravo; de Emily Dickinson para Susan Gilbert, que foi amiga e, posteriormente, cunhada da autora, dentre outras histórias.

Cartas tristes, alegres, emocionantes e extraordinárias: esse é um livro para todos aqueles que gostam de uma boa história. Tanto faz se você lê de uma só vez ou ocasionalmente, ele é sempre uma ótima leitura.

 

 

 

Título: Cartas Extraordinárias: a correspondência inesquecível de pessoas notáveis.

Organização: Shaun Usher

Tradução: Hildegard Feist

Editora: Companhia das Letras

 

Compre pela Amazon: Cartas Extraordinárias



Comente pelo Facebook:

Ou comente por aqui:

Tamires de Carvalho • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPressDesenvolvido por