junho 06, 2019

[RESENHA] A METAMORFOSE, DE FRANZ KAFKA

Sinopse: Um dos maiores clássicos da literatura mundial, agora em nova tradução do alemão e com mais de 90 ilustrações do artista Lourenço Mutarelli.

Quando Gregor Samsa, certa manhã, acordou de sonhos intranquilos, tudo mudou. Não só em sua vida, mas no mundo.

Ao se encontrar metamorfoseado em um inseto monstruoso, Gregor acompanha as reações de sua família ao perceberem o estranho ser em que ele se tornou. E, enquanto luta para se manter vivo e entender a sua nova realidade, reflete sobre o comportamento de seus pais, de sua irmã e de seu chefe, e de forma ainda mais angustiante, pensa na própria vida até então.

Essa pequena novela, lançada em 1915, revolucionou a literatura e as artes. De forma agressiva, acessível e inovadora, tornou-se um dos mais importantes e difundidos textos da história.

Além de tradução inédita feita por Petê Rissatti, essa nova edição traz 93 ilustrações exclusivas, por meio das quais o artista e escritor Lourenço Mutarelli interpreta o processo de transformação de Gregor. Inclui-se, por fim, um ensaio de Flavio Ricardo Vassoler, doutor em literatura comparada, sobre a contemporaneidade de Franz Kafka.”

 

A primeira vez que eu li A Metamorfose foi em 2015 (obrigada pela lembrança, Skoob!) por indicação do meu marido. Quando ele pega um livro na estante, olha nos meus olhos e diz “você PRECISA ler esse livro” geralmente eu leio de imediato, porque sei que vou gostar. E foi exatamente isso que aconteceu com esse livro.

Kafka é um autor que a gente já conhece mesmo antes de ler, por sua forte influência na cultura, coisa natural dos livros clássicos. Mas esse autor, sobretudo esse livro, é uma narrativa que você não pode passar pela vida sem conhecer por si próprio, da fonte original. A Metamorfose é um livro poderoso, que mexe com a cabeça da gente. Não por acaso a Antofágica o escolheu para iniciar os seus trabalhos editoriais.

 

Sobre clássicos e suas influências na cultura, veja/ouça a música Uma Barata chamada Kafka, dos Inimigos do Rei:

 

Veja também, As influências de Kafka na cultura pop, do canal da Antofágica:

 

Imagine um homem que, certo dia, ao despertar de sonhos intranquilos vê-se transformado em algo diferente, algo inexplicável: um inseto monstruoso! A partir daí, as relações dele com o trabalho e a família sofrem profundas mudanças e Gregor Samsa — o metamorfoseado — precisa lidar com elas. Não vou dizer muito mais do que essa premissa da novela porque essa é uma leitura que você faz tranquilamente em um dia, ou dois.

A minha experiência de releitura, agora na edição da Antofágica, foi tão prazerosa quanto a primeira vez. A diferença se dá — além de alguns quilômetros de rodagem na minha bagagem de leitura — no prazer de uma edição muito bem preparada, lindamente ilustrada e traduzida diretamente da língua original, o alemão. Além disso, A Metamorfose tem textos de apoio do tradutor Petê Rissati e do ilustrador, Lourenço Mutarelli; apresentação de Otávio Albuquerque e um ensaio de Flavio Ricardo Vassoler, doutor em literatura comparada.

Cada leitor interpreta A Metamorfose a seu modo, dependendo do momento e de suas experiências. Para mim, tanto antes quanto agora, essa história é como uma fábula sobre rejeição. Sobre o incômodo de ser quem se é, ou se transforma, e não pertencer ou se adequar ao espaço familiar. Kafka, com este livro, incomoda porque ou estamos na pele de Gregor Samsa, ou podemos fatalmente nos reconhecer em um dos membros de sua família. Lourenço Mutarelli diz algo nesse sentido sobre o livro e indica o texto O parasita da família, de Modesto Carone, que analisa a metamorfose em Kafka como algo singular, perturbador em relação a outras narrativas em que existem transformações, pois com Gregor o caso é irreversível.

A Metamorfose, de Franz Kafka, publicado pela Editora Antofógica, é uma das melhores edições dessa novela (perturbadoramente humana) que você encontra atualmente no mercado brasileiro de livros clássicos. Vale a pena acompanhar o trabalho dessa jovem editora que já chegou fazendo muito barulho, com um belíssimo trabalho.

 

 

 

 

 

 

Título: A Metamorfose

Autor: Franz Kafka

Tradução: Petê Rissati

Ilustrações: Lourenço Mutarelli

Editora: Antofágica

Páginas: 232

Compre na Amazon: A Metamorfose

 



Comente pelo Facebook:

Ou comente por aqui:

Tamires de Carvalho • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPressDesenvolvido por