[CRÔNICA] A COISA MAIS LINDA

É a coisa mais linda acompanhar de perto o crescimento de alguém. Não só acompanhar, mas ser fundamental para o crescimento de uma pessoa.

Após a difícil fase de recém-chegada ao planeta terra, a criança aprende muita coisa em pouquíssimo tempo. É incrível vê-la descobrir sons, sabores, sentimentos…

Na última semana a Olívia começou a almoçar. Almoça fruta, para ir treinando o paladar. Recomendação do pediatra que, estranhamente, resolvemos respeitar. Tem cinco meses e já tem preferências. Não gostou muito de banana nem de geleia de mocotó, à primeira colherada. Amou mamão e gelatina de cereja.

Ela sorri de volta quando sorrimos para ela. Quer conversar, e a gente vai confirmando tudo, imaginando um diálogo no meio daquela embolado de sons.

Ela vira de barriga para baixo e não aprendeu, ainda, a virar de volta. Recebeu, portanto, o apelido de tartaruga. Ela, é claro, morre de rir ao ser chamada assim.

A propósito, o sorriso dela é o remédio para todos os meus males. Tristeza, sono, fome, preguiça… Nada me derruba se eu a vir sorrindo.

O desenvolvimento dela é normal. Mas acho que a Olívia é especialmente inteligente. Ela chora bem pouco para tomar vacina. É forte. Não gosta de banho frio. Gosta de dormir depois do almoço. Às vezes, durante o almoço também.

Agora mesmo ela acordou, sorriu e voltou a dormir. Ela adora dormir quando está nublado.

Tudo muito normal. Mas é a coisa mais linda.

 

 

 

 

16 comentários sobre “[CRÔNICA] A COISA MAIS LINDA

  1. Dizem que apesar de todo o cansaço, um sorriso do filho faz passar tudo. Tem muito amor envolvido. Seu texto foi um retrato exatamente disso. Achei lindo e de uma simplicidade incrível.
    Não sou o tipo de pessoa que planeja ter filhos, mas fiquei encantada.

    Beijos.

    Responder

    Tamires Tamires novembro 3rd, 2016 às 11:45 - respondeu:

    Muito obrigada, Jade! <3

    Responder

  2. É a coisa mais simples… e é a coisa mais linda!!!!
    Tão fofo ver o crescimento passo a passo de uma criança e ir notando seu desenvolvimento, vendo que vai formando seus gostos e descobrindo o que consegue fazer…
    Adorei o apelido de tartaruga… Eu trabalhei em um berçário por um tempo e tinha uma aluna que também era assim, se virava de bruços e não conseguia se desvirar sozinha, então se arrastava… achava isso tão fofinho….
    E tem coisa mais gostosa do que sorriso de um ser tão pequeninho???
    Adorei seu texto!!!!
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    Responder

    Tamires Tamires novembro 3rd, 2016 às 11:47 - respondeu:

    Obrigada! 🙂 <3

    Responder

  3. Olá,
    Acho lindo quem se dedica a ser mãe e faz isso com muito amor. Tenho certeza que isso faz toda a diferença no desenvolvimento da criança.
    Achei lindo o seu texto expondo tamanha felicidade com os avanços da bebê e parece ser reconfortante ver aquele sorriso sem maldade alguma e nem interesse sair de forma tão espontânea e pegar todos de surpresa.
    Não tenho vontade de ser mãe, mas admiro muito quem é.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    Responder

    Tamires Tamires novembro 8th, 2016 às 09:05 - respondeu:

    Obrigada, Michele! 🙂

    Responder

  4. Realmente é maravilhoso acompanhar esse crescimento. Tenho uma sobrinha e ficava fascinada com as descobertas dela e o gênio que já ia se desenvolvendo. Crianças são uma fonte de alegria e conhecimento para nós que as vezes esquecemos da inocência do mundo

    Responder

    Tamires Tamires novembro 8th, 2016 às 09:05 - respondeu:

    Verdade, Ju! obrigada! 🙂

    Responder

  5. Tamires, que lindo!
    Uma das coisas que mais quero realizar na vida é ser mãe, e ler suas palavras me motivam bastante, não entendo como alguém pode não gostar de uma criança.
    Sou professora infantil, tenho alunos de 1 até os 10 anos, e é incrível como a cada dia eles se desenvolvem de uma maneira peculiar e encantadora.
    Amei conhecer a sua Olívia.
    Beijos.

    Responder

    Tamires Tamires novembro 8th, 2016 às 09:06 - respondeu:

    Obrigada, Juliana! 🙂

    Responder

  6. Oiee Tamires ^^
    Que texto mais lindo! Nunca houve crianças muito mais novas que eu aqui em casa, só minhas primas, mas nós crescemos todas juntas, com idades parecidas, então não conta…haha’ deve ser incrível acompanhar o crescimento e as descobertas de uma criança, imagino que os risos da Olívia façam todo mundo rir também. Eu sei que rio quando ouço um bebê ou criança pequena rir…hehe’
    MilkMilks ♥

    Responder

    Tamires Tamires novembro 8th, 2016 às 09:07 - respondeu:

    Verdade, Driely! Não tem quem não se alegre com uma gargalhada de criança! Obrigada pelo comentário! 😉

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *