dezembro 20, 2018

[DIÁRIO] NESTE NATAL (E EM TODAS AS DATAS) DÊ LIVROS DE PRESENTE!

Ilustração da Samanta Flôor

 

Eu sempre fecho o ano com um resumo das minhas melhores leituras como uma sugestão para a sua lista de leitura do ano seguinte. Neste fim de ano, no entanto, vou fazer um pouco diferente: além de sugerir algumas das minhas melhores leituras do ano para você, vou sugerir editoras e uma lista de ótimas opções para ler em e-book na Amazon, especialmente de livros que integram o Kindle Unlimited (a Netflix dos livros, para quem ainda não conhece). Tudo isso com um intuito simples, fazer com que você possa criar não só o hábito de ler mais, mas também de dar livros de presente! Não vou falar sobre a crise no mercado editorial, das milhares de livrarias que fecharam nos últimos tempos, porque além da questão de mercado e má administração que envolve o assunto, não podemos esquecer ou negar que o Brasil está longe de ser um país de leitores. Ainda somos poucos, mas com um pouco de empenho em incentivar a leitura, dia após dia, podemos reverter esse quadro. Livros precisam ser vendidos, comprados, mas principalmente, precisam ser lidos.

 

Livros impressos (ou não) que eu li e me apaixonei em 2018

Kurt Seyit e Shura, de Nermin Bezmen

Capitu vem para o jantar, da Denise Godinho

Amor & Orgulho, de Georges Ohnet

Mary Poppins, de P. L. Travers

O Maravilhoso Malabarista de Porcelana, de Juliana Scatolin

A Língua de Eulália, de Marcos Bagno (Aqui eu faço um alerta: esse livro além de maravilhoso é muito necessário, pois fala de um assunto ainda pouco discutido nas salas de aula, a sociolinguística. Sabe aquela pessoa que adora rir de quem “fala errado”? Esse livro é um ótimo presente para ela!)

Tempo de Migrar para o Norte, de Tayeb Salih

Sonetos de Amor, de Luís de Camões

A Leitora Incomum, de Virginia Woolf

Senhora, de José de Alencar (uma releitura que fiz em 2018 e só confirmou o que eu já sabia: esse livro sempre vai fazer meu coração disparar de amor e ansiedade!)

Poemas Escolhidos, de Mia Couto

100 dicas para amar o seu corpo (como ele é!), da Thati Machado

Entre Irmãs, da Frances de Pontes Peebles

Sobre a imortalidade de Rui de Leão, de Machado de Assis

As Últimas Testemunhas: Crianças na Segunda Guerra Mundial, de Svetlana Aleksiévitch

Poesia que transforma, do Bráulio Bessa (ótimo presente até para quem não tem hábito de leitura!)

Lazarillo de Tormes, de autoria desconhecida (tem pdf para ler aqui no blog).

Tente Outra Vez, do Fabiano Jucá

O que toca o coração, da Silvia Spadoni

Meu livro violeta, de Ian McEwan

Meninos sem pátria, do Luiz Puntel

Nada, de Carmen Laforet

A Casa da Alegria, de Edith Wharton

Adulta sim, madura nem sempre: fraldas, boletos e pouco colágeno, de Camila Fremder

Livro das donas e donzelasde Júlia Lopes de Almeida.

 

Livro “A Leitora Incomum”, de Virginia Woolf, na edição super caprichada da Editora Arte e Letra: capa dura de pano!

 

 

*** Algumas leituras que ainda estou fazendo, mas entram fácil na lista de ótimas leituras de 2018:

Coral e outros poemas, de Sophia de Mello Breyner Andresen

O retorno de Mary Poppins, de P. L. Travers

Úrsula e outras obras, de Maria Firmina dos Reis (tem pdf para ler aqui no blog)

Dois dedos de prosa: o cotidiano carioca por Julia Lopes de Almeida, organizado por Angela di Stasio, Anna Faedrich e Marcus Venicio Ribeiro.

Cinco imprestáveis e um velho rabugento, da Clara Caraciolo.

 

 

Editoras médias/pequenas para levar em consideração

Todo mundo conhece editoras como Companhia das Letras, Sextante, Record, pois são grandes grupos empresariais com um marketing que as coloca em todos os espaços possíveis. São ótimas editoras, com um catálogo maravilhoso, mas que tal dar uma olhada em editoras menores, que suam muito a camisa para oferecer literatura de qualidade, ótimas fontes de entretenimento, tudo isso com preço acessível? Abra um espaço na sua lista de leitura (e compre direto no site das editoras, quando possível) para a Pedrazul Editora, que publica com qualidade muitos clássicos da literatura (sobretudo inglesa) íneditos em português. A Pedrazul está publicando os romances da série canadense Anne de Green Gables, além de abrir espaço para autoras contemporâneas do gênero de romance de época. Falando em romance de época, a Portal Editora publicou muitos autores contemporâneos que começaram a carreira de forma independente. Os livros são de muita qualidade e com preço bastante acessível. A Qualis Editora também aposta muito nos autores nacionais, vale a pena dar uma olhada no catálogo dela. No formato digital, a Dame Blanche publica fantasia da melhor qualidade, e todos os e-books da editora são vendidos a menos que um cafezinho. A Plutão também tem bons títulos nessa linha. A nossa editora parceira mais recente, a EDUFF – Editora da Universidade Federal Fluminense tem livros a partir de cinco reais!

 

Eu apaixonada pelo livro “O que toca o coração”, da Silvia Spadoni, publicado pela Qualis Editora.

 

 

Já pensou em entrar para um clube do livro?

Em 2018 voltei a ser assinante da TAG Experiências Literárias e agora não largo por nada nessa vida! Adoro o clube Curadoria, tenho feito leituras extremamente importantes e fora da minha zona de conforto. A TAG tem duas opções de assinatura: a Curadoria, que entrega todo mês um livro em edição exclusiva indicado por um curador, marcador de páginas do livro, uma revista que amplia a experiência de leitura, e um mimo surpresa; e o Inéditos, que todo mês envia um livro que já é best-seller  no exterior, mas ainda não foi lançado no Brasil, e um pôster com infográfico sobre o livro. Além disso tudo, em várias cidades do Brasil assinantes se reúnem para discutir o livro do mês! Esses encontros são marcados pelo aplicativo da TAG, que também proporciona uma maior interação entre os assinantes, além dos grupos no facebook. Saiba mais sobre o clube clicando aqui!

 

Um dos melhores (e mais perturbadores) livros que eu li na vida, “As últimas testemunhas”, foi enviado pela TAG Curadoria em julho/2018.

 

Já pensou em ser assinante do Kindle Unlimited?

Eu fico roxa de nervoso (raiva mesmo) quando vejo alguém dizer que o Unlimited não vale a pena, porque só tem livro Hot (soa até como ofensa para os fãs do tema, eu sei). A verdade é que o programa Kindle Unlimited tem de tudo. TUDO MESMO! Eu tenho uma listinha de indicações com vários livros ótimos se você quiser indicações (atualizo constantemente) e posso te garantir: se você procurar vai achar Hot, romance de época, fantasia, humor, crônica, poesia, conto, romance contemporâneo, clássicos da literatura em ótimas edições (sim, tem livro da Editora Zahar no Kindle Unlimited!) e um montão de coisa boa! Eu assinei inicialmente para ler autores independentes, mas agora leio de tudo e mais um pouco! Para quem não conhece, o Kindle Unlimited é “a Netflix dos livros”, como eu disse lá em cima: por um valor mensal (R$ 19,90 mas tem várias promoções de um ou três meses grátis — sempre compartilho nas redes sociais, fique de olho) você tem acesso a milhares de e-books para ler no ser celular, tablet, computador (nessa opção nem precisa de aplicativo, dá para ler no navegador mesmo) ou no dispositivo de leitura da Amazon, o maravilhoso e incrível Kindle (maravilhoso e incrível porque quando você experimenta, não quer saber de ler e-book em outro lugar). Feita a assinatura, você pega os e-books emprestado, com o limite de ficar com dez de cada vez. Quem empresta, autor independente ou editora, recebe por cada página lida. Experimente clicando aqui. 

 

Uma ótima leitura que fiz nesse ano, “Tente Outra Vez”, do Fabiano Jucá, está no Kindle Unlimited.

 

 

Sabia que tem muita coisa para ler (legalmente) de graça via internet?

Aqui eu falo novamente da Amazon: todo dia tem um monte de e-book de graça para baixar por lá, de forma legal e sem comprometer o trabalho de ninguém! Eu mesma deixo ocasionalmente os meus e-books para serem baixados gratuitamente na Amazon. Apesar de algumas pessoas serem contra a gratuidade, essa é uma ótima troca, pois o leitor tem acesso a um conteúdo que nem sempre pode (ou quer no momento) pagar e o autor tem uma divulgação massiva da sua obra por algum tempo. Além disso, existem revistas como a Mafagafo e a Trasgo, que oferecem conteúdo de ótima qualidade com o custo de um único compartilhamento no facebook, por exemplo. Apesar de não ter de abrir a carteira e contar as moedinhas, lendo e compartilhando conteúdos desse tipo você ajuda muito quem escreve e publica.

 

***

 

Quero agradecer a todos que acompanharam as minhas leituras (e divagações) neste ano de 2018! Fechamos o ano com o blog tendo um bom número de visualizações, de forma constante e de vários países, estou publicando o meu primeiro livro impresso (com ISBN e tudo!), e recebi convites para participar de palestras e feiras literárias em Muriaé-MG e região. É um sonho que tem se realizado graças a você, que está lendo esse post agora mesmo. Muito obrigada, boas festas e até 2019!

 

Encerramento da I FELIMUR (Feira Literária de Muriaé), com o meu marido Anderson, nossa filha Olívia e muitos amigos que vivem entre os livros. Esse foi apenas um dos vários momentos especiais que a literatura me proporcionou em 2018.

 

novembro 21, 2018

[RESENHA] O QUE TOCA O CORAÇÃO, DE SILVIA SPADONI

Sinopse: “Tudo o que Sebastian Whrigt, conde de Nottinghan, deseja é trazer à vida de sua jovem irmã um pouco de alegria e interesse pela temporada na Corte. Para isso está disposto até mesmo a aturar os caprichos de uma petulante professora de piano. Flora precisa de trabalho. Com um inverno rigoroso à frente, ela não será capaz de suportar meses com pouco carvão e lenha insuficiente. O convívio com a doce Emma compensaria a arrogância e o orgulho de Lorde Sebastian, símbolo de tudo que ela mais menospreza na nobreza. O que ambos não esperavam é a inexplicável atração que surge quando a convivência se intensifica e explode numa situação imprevista. Porém a aristocracia possui suas exigências e o casamento com uma jovem malnascida não está entre os planos de um conde. Por outro lado, Flora jamais se permitiria viver como amante depois do exemplo que teve dos pais.Será possível a nobreza de caráter ser mais valorizada do que a nobreza do sangue? Poderá a beleza da alma cativar mais do que a aparência física?”

 

Corro o risco de me repetir a cada resenha de um livro da Silvia Spadoni, mas não tem jeito: ela tem o dom e domina a técnica, seus romances são garantia total de puro deleite! O que toca o coração, que foi publicado inicialmente em e-book de forma independente, sendo sucesso instantâneo na Amazon, logo teve o seu potencial descoberto pela Qualis Editora, que o publicou no formato impresso. Nada mais justo para uma história maravilhosamente linda, delicada e um prato cheio para os amantes de um bom romance de época.

Sebastian Whrigt, o Conde de Nottinghan, com o intuito de estimular em sua irmã mais nova, Emma, o interesse para a temporada na Corte, além de fazê-la superar um triste episódio (lembra um pouco Geogiana Darcy, de Orgulho e Preconceito), contrata os serviços de uma talentosa — e petulante — professora de piano. Flora é uma apaixonada pianista que precisa batalhar por seu sustento. Extremamente admiradora de Bach, despertou a atenção de Emma (e de Sebastian) em um recital em que tocara apaixonadamente uma das composições de seu autor favorito.

O que era para serem apenas lições de piano torna-se algo mais: Flora passa a ser também dama de companhia de Emma, para ajudá-la em sua temporada na Corte. Emma tem uma leve deficiência que a faz andar com um pouco de dificuldade, mancando.  Com a nova atribuição, a pianista muda-se para Mansfield House, a residência do Conde de Nottinghan.

Flora tem um conceito bem sólido sobre a aristocracia: para ela, são pessoas frias que vivem de aparência, talvez com raríssimas exceções. E é esse o juízo que ela faz de Sebastian, o conde arrogante, acostumado a ter todas as suas ordens cumpridas de pronto. A convivência, entretanto, provará a Flora que existe algo mais por trás da máscara de conde. E não será fácil para Lorde Sebastian ignorar o encanto natural da pianista.

A amizade entre Emma e Flora é instantânea e sincera, algo muito positivo no romance. De certa forma, as duas dividem o protagonismo do livro, embora obviamente Flora e Lorde Sebastian tenham mais destaque. Os amigos Sebastian e Harry, assim como Flora e Emma são um paralelo gostoso de acompanhar. As histórias deles são igualmente apaixonantes e delicadas.

Se você já leu algum livro da Silvia, deve saber que é impossível largar o romance até que ele chegue ao fim. Apesar de todos os fatores em contrário, a forte atração entre Sebastian e Flora os desafiará não só suas emoções, mas também o que eles têm como certo em suas vidas. Será o amor capaz de vencer as convenções sociais e os pré-conceitos? Afinal, o que é necessário para tocar um coração?

 

“À vontade e sem expectadores, Flora deixou-se transportar para um mundo de sonhos. De olhos fechados e lábios entreabertos, seu corpo oscilava no compasso da melodia. Com paixão, entregou-se à música como se estivesse se entregando a um amante há muito desejado. Por minutos seu corpo flutuou e ela sentia apenas o amor correr por suas veias, até que os últimos acordes soaram. Suavemente ela retirou as mãos do teclado e abriu os olhos.

Lorde Sebastian, os cabelos desalinhados, a boca cerrada e os olhos refletindo um oceano de emoções, estava parado à sua frente. A camisa de seda branca aberta no colarinho deixava entrever os músculos do tórax, as longas pernas envoltas por botas de couro ligeiramente abertas… Ele parecia um deus… ou um demônio!

Flora sentiu o coração se acelerar no limite do suportável, as entranhas se contorcendo na antecipação do desconhecido. A razão lhe dizia para sair dali, porém seu corpo traiçoeiro e curioso a mandava ficar.

Corajosamente não fugiu, apenas levantou-se e sustentou o olhar.

Lentamente o conde percorreu os poucos metros que os separavam.” (p. 77)

 

O que toca o coração é um romance sem personagens extremamente lindos e perfeitos, o que é maravilhoso. E o fato da música de Bach ser uma constante na história faz tudo ser ainda mais especial. Ao término, na impossibilidade de abraçar a autora, você, assim como eu, vai acabar abraçando o livro, que tem tudo para ser tornar um queridinho na sua estante.

 

 

 

Título: O que toca o coração

Autora: Silvia Spadoni

Editora: Qualis

Páginas: 188

Compre na Amazon: O que toca o coração

Ou no site da Qualis Editora

 

Leia mais da autora: Um amor conquistado; Um amor inesperado Um amor apaixonado.

Tamires de Carvalho • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPressDesenvolvido por