agosto 09, 2017

[LANÇAMENTO] A PEQUENA DORRIT, DE CHARLES DICKENS

Sinopse: “O mundo de Amy Dorrit era a prisão dos devedores de Marshalsea, onde ela nasceu e cresceu. Filha de William Dorrit, um cavalheiro culto que estava preso por dívidas havia anos, a humilde e dedicada jovem vê sua história mudar quando começa a trabalhar como costureira para uma excêntrica dama de Londres, Mrs. Clennan, mãe de Arthur Clennan, um cavalheiro generoso e inconformado com as injustiças sociais. Quando Mr. Clennam retorna à Inglaterra depois de muitos anos no exterior, ele desenvolve um interesse por Amy e pelos assuntos do seu pai. Mas Arthur logo descobre que a sombra escura da prisão  estende-se muito além de seus muros.”

 

Já está em pré-venda a tão aguardada edição em língua portuguesa do clássico de Charles Dickens, A Pequena Dorrit! Você pode reservar o seu exemplar neste link. Uma novidade é que a edição Pedrazul será em capa dura e com as ilustrações originais! Edição de colecionador com todo o cuidado editorial que nós leitores merecemos!

 

A Pequena Dorrit foi publicado originalmente entre 1855 e 1857 na Inglaterra e é uma obra de sátira sobre as deficiências do governo e da sociedade do período. O tema central é a carceragem dos endividados, fossem eles incultos ou cultos, pois eram incapazes de trabalhar até que tivessem suas dívidas quitadas. A prisão, neste caso, é a dos Devedores de Marshalsea, onde o próprio pai do autor, John Dickens, tornou-se um “residente” por alguns meses, em 1824, trazendo humilhação para toda a família. Fonte: Pedrazul Editora.

 

 

Ficha técnica:

Tradução: Andrea Carvalho
Peso: 1,5kg
Largura: 16 cm
Altura: 23 cm
Profundidade: 5cm
ISBN: 978-85-66549-40-9
Número de páginas: 852
Idioma: português
Acabamento: Capa dura

 

P.s.: Para quem não conhece, deixo a indicação da premiada adaptação da BBC, Little Dorrit (2008)que tem no elenco Matthew Macfadyen, como Arthur Clennam; Claire Foy, como Amy Dorrit, dentre outros atores consagrados. Foi pela série que eu conheci essa maravilhosa história de Dickens e estou certa de que a leitura do clássico será ainda melhor. Veja o trailer abaixo (sem legendas):

 

 

Little Dorrit, BBC 2008: grande elenco. Fonte da imagem: BBC One.

julho 28, 2017

[LANÇAMENTO] QUANDO OS CÉUS CONSPIRAM, DE CHIRLEI WANDEKOKEN

 

Já está disponível em e-book na Amazon o novo lançamento de Chirlei Wandekoken, Quando os Céus Conspiram! Essa é mais uma história do universo do Quarteto do Norteiniciado com A Estrangeira. Você pode adquirir o livro em formato digital neste link ou ler gratuitamente pelo kindle unlimited. Veja a sinopse abaixo:

 

Ela sabia fazer sexo, mas ele ensinou-a a fazer amor!

Inspirado na história real de Charlotte Hayes (século XVII), uma linda cortesã de um bordel londrino conhecido como “convento”, Quando os Céus Conspiram narra as histórias de Amy Hayes e o conde Filippo Raspail.

A linda camponesa escapara de ser estuprada por lorde Patchetts para dois anos depois ser violentada pelo filho bêbado de um fazendeiro. Desonrada, ela se muda para Londres em busca de trabalho. Mas Amy era bonita demais para ser empregada de uma dama. Ninguém queria aquela ameaça em sua casa. Restara a ela, portanto, A Casa das Damas, um conhecido bordel londrino que mantinha carruagem e criados de libré para suas damas da noite que eram ensinadas a se portarem como educadas ladies. Quando o visconde de Beauchamp, um dos lordes mais terríveis de Londres, tornara-se seu protetor, Amy caíra em total desgraça. Obrigada a ir com ele para Paris, num esquema de traição à Coroa Britânica, ela é salva por um cavalheiro quando tentava se matar no rio Sena.

Filippo Raspail era um nobre que, como Amy Hayes, tivera um passado tremendamente infeliz. Tudo que ele queria era cumprir seus dias na terra para finalmente encontrar sua amada Juillet no outro lado do desconhecido. Morta há mais de 20 anos, ele se enterrava com ela, pois a amargura o consumia dia após dia. Quando os céus conspiraram a favor deles, Amy, que odiava todos os homens, tivera que aprender que nem todos eles eram bestas, como ela os chamava, e Raspail que a vida podia não ser tão lúgubre assim.

 

julho 19, 2017

[RESENHA] UM AMOR INESPERADO, DE SILVIA SPADONI

Sinopse: “Na antiga Inglaterra, Amélia embarca em um plano mirabolante com o único objetivo de se livrar do seu terrível tutor: casar-se com um total desconhecido e, ainda por cima, prisioneiro da Coroa Britânica à espera da execução. O plano parece dar certo. Ela se considera viúva e já não sente mais a presença obscura de seu guardião. Mas o mundo de Amélia vira de ponta-cabeça quando Lorde Cunnington, o herdeiro até então ignorado do conde de Hartford, assume as propriedades e é recebido como herói na sociedade local. Tudo estaria bem, não fosse o fato de ele ser o prisioneiro com quem ela havia se casado no submundo daquela fétida prisão. Amélia, agora, precisa enfrentar a vingança do homem cujo nome ela comprou e os novos sentimentos que a simples presença daqueles olhos negros desperta nela.”

 

Um Amor Inesperado é o segundo livro da série independente Amores, da escritora Silvia Spadoni. É o tipo de leitura que você termina com um sorriso no rosto, dá até vontade de abraçar o livro antes de colocá-lo de volta na estante. Um romance de época leve e encantador, perfeito para ler em um único dia.

Lady Amélia de Wintour procura por um marido no submundo da prisão de Fleet, em Londres, a fim de se livrar de seu terrível tutor. O mirabolante plano tinha como objetivo obter o documento que libertaria Amélia e a colocaria na confortável condição de viúva, tendo em vista que o noivo era um prisioneiro da Coroa Britânica à espera da execução.

James Cunnington não teve outra alternativa a não ser aceitar casar-se com Amélia. Tratava-se de um acordo vantajoso para o diretor da prisão, que recebera uma boa quantia em ouro para viabilizar o matrimônio. Sendo assim, mediante tortura, James disse o sim que Amélia tanto precisava.

Dois anos depois, Amélia vivia tranquila, mantendo a farsa de um rápido casamento com um soldado que foi a óbito em batalha. Estava passando uma temporada na casa da amiga Lady Snowden, que estava grávida, quando receberam a notícia de que a propriedade vizinha receberia o seu novo dono, o sobrinho-neto e herdeiro do conde de Hartford. O novo conde era um herói de guerra que esteve infiltrado na prisão de Fleet como um traidor da Coroa, mas tudo parte de um teatro para obter informações. Em uma inteligente manobra, ele fugiu do enforcamento e conseguiu se infiltrar no exército francês e assim obteve informações importantes para o exército inglês. Retornou para Inglaterra, pois sofrera um ataque e seu disfarce estava prestes a ser descoberto. Qual não foi a surpresa de Amélia ao ouvir o nome James Cunnington como o responsável por essas extraordinárias ações! Seria um homônimo ou o seu noivo que retornara do mundo dos mortos para atormentá-la? Seria possível ela ter saído das mãos de um tirano para cair nas mãos de outro?

James nunca esquecera os olhos verdes da mulher que o forçara a casar-se com ela na fétida prisão, quase pondo por água abaixo seu disfarce. Ele estava disposto a achá-la para se vingar pela humilhação. Mas não contava encontrar uma pessoa tão diferente da qual ele sempre imaginou ser a sua Amélia.

De forma ainda mais envolvente que no primeiro livro, o leve suspense que permeia o romance entre os protagonistas dá um toque super especial a essa história. Recomendo muito a leitura e mal posso esperar para ler o Um Amor Apaixonado, terceiro e último livro da série Amores, à venda no site da Pedrazul Editora neste link.

 

 

Veja a resenha de Um Amor Conquistado, primeiro volume da série Amores, aqui.

 

 

Título: Um Amor Inesperado (Série Amores, livro 2)
Autora: Silvia Spadoni
Editora: Pedrazul
Páginas: 240

 

Compre no site da Pedrazul e ganhe lindos marcadores, clique aqui.

 

Compre o e-book na Amazon: Um Amor Inesperado.

Tamires de Carvalho • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPressDesenvolvido por