maio 09, 2017

[RESENHA] SOMBRAS, DE JANA P. BIANCHI

Sinopse: “Um lobisomem pressente quando vai morrer. Esta é a história de Domenico Trovatelli, o lobisomem mais velho do mundo. Enquanto se prepara para sua última transformação em um convento no interior de Minas Gerais, Nico conta sua história. Uma história de espada e magia, sangue e flores, lealdade e amor.”

 

A Jana é uma autora nacional que eu admiro muito! É o tipo de escritora generosa, que gosta de compartilhar o que sabe, além de ser uma feiticeira com as palavras. Não, não é exagero: duvido muito que você consiga iniciar a leitura de Sombras, ou de Lobo de Rua, e deixar de lado para fazer qualquer outra coisa antes de terminar a história. Além disso, ela escreve sobre lobisomens tendo como pano de fundo o nosso país, sem que a história fique inverossímil. Pelo contrário, a leitura fica ainda mais instigante quando próxima de nós, leitores. Estando eu me aventurando na escrita de contos, tenho a Jana como uma das autoras que me inspira neste trabalho árduo que é escrever algo interessante usando poucas palavras.

 

Em Sombras acompanhamos os últimos momentos de Domenico Trovatelli, o lobisomem mais velho do mundo (que também é um Padre). Ele é simplesmente apaixonante! Preparando-se para morrer, conta sua história aos participantes de seu peculiar funeral e nós, meros humanos leitores, sentimo-nos como expectadores privilegiados, pois o que se conversou em Minas Gerais antes da cerimônia derradeira foi esplêndido: o velho Nico teria sido um personagem importantíssimo na história de outro personagem também muito importante na história mundial, o Rei Arthur.

 

Não vou contar muitos detalhes, além dos que já dei acima, sobre a história, pois recomendo enormemente que você a leia assim que possível. Pode parecer estranho, tratando-se de uma história de lobisomens, mas achei a narrativa de Sombras bastante delicada, sobretudo o final.

 

“Ah… Se soubesse que aquela noite com Flora me causaria tanto mal… Bem, teria feito amor com ela naquele leito mesmo assim, porque eu tinha quatorze anos e Flora era linda, tinha cheiro de flores frescas e seus lábios tinham gosto de maçã. Ela ria porque desafiávamos seu pai, ria abraçada ao meu corpo porque achava graça do feno emaranhado em seu cabelo… Ela ria por qualquer coisa e seu riso enchia meu coração de amor. E o amor é a única coisa pela qual vale contrair qualquer maldição.”

 

Título: Sombras
Autora: Jana P. Bianchi
Editora: Publicação Independente
Páginas: 40

 

Compre na Amazon: Sombras.

  

Leia também:

 Resenha de Lobo de Rua, de Jana P. Bianchi.

 

Acompanhe a autora:

 A Galeria Creta

 Podcast Curta Ficção



Comente pelo Facebook:

Ou comente por aqui:

Uma resposta para "[RESENHA] SOMBRAS, DE JANA P. BIANCHI"

Tamires de Carvalho [ETC.] DUAS HISTÓRIAS DE SORAYA COELHO PARA LER AINDA HOJE | Tamires de Carvalho - 13 junho 2017 às 11:28

[…] Sobre a Eternidade foi na verdade a minha primeira leitura da autora. A Jana Bianchi, autora de Sombras e Lobo de Rua compartilhou a postagem da Soraya Coelho em que ela disponibilizava por alguns dias […]

Tamires de Carvalho • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPressDesenvolvido por