setembro 22, 2017

[RESENHA] BRANCA DE CARVÃO, DE KATHERINE SALLES

Sinopse: “Branca é herdeira da fábrica que exporta carvão para todo o país desde a Revolução Industrial. Porém, sua madrasta tem planos para o futuro da menina. Em um ato de rebeldia, ela foge da mansão onde era prisioneira, e encontra em seu caminho uma tenda onde moram sete pequenos escravos. Ao ir se banhar em uma noite quente, avista um belo jovem se deleitando nas águas do Rio da Inconfidência, iluminado pela lua cheia. Branca mal sabe que ele é o contratado de Lady Mag, sua madrasta, para matá-la.” 

 

Branca de Carvão é uma releitura de Katherine Salles do conto de fadas Branca de Neve, publicada em e-book na Amazon de forma independente. Trata-se de uma história curta e envolvente, além de nada óbvia: a Branca aqui é negra e vive no Brasil colonial de 1898.

A jovem Branca é herdeira de uma fábrica de carvão, mas vive sob os maus tratos da madrasta, que deseja vê-la morta. Paralela à história de Branca, conhecemos também a história de sua mãe, Dinah, que casou-se em um ato impulsivo — e apaixonado — com um homem branco e rico. As diferenças sociais entre Dinah e seu noivo João Guimarães acabaram minando o amor que outrora havia entre os dois, tendo em vista, ainda, o contexto da época: um Brasil que havia abolido de vez a escravatura há pouco tempo.

Apesar de ser uma releitura de Branca de Neve, a história de Katherine Salles surpreende por ser bem realista em seu contexto histórico. Os anões, aqui, são crianças negras vivendo em regime análogo a escravidão, como funcionários da carvoaria. E o caçador pode não ser bem o tipo de pessoa que a madrasta pensa, para o bem de Branca e nosso deleite.

A autora tem organizado antologias de sucesso, como Querida Jane Austen, uma homenagem e Forte como uma garota. Além disso, é sucesso no Wattpad e têm outros dois livros publicados em e-book na Amazon até o momento. Veja as sinopses abaixo:

O Contorno Azul Índigo

“Meu nome é Leandra G. Sou uma Cidadã do novo mundo.
Foi no dia do cadastro que vi Samuel pela primeira vez. Não pude deixar de observar a tatuagem de círculo azul em seu braço. Eu ainda não sabia que aquele seria nosso símbolo: o contorno azul índigo. Mas não foi só através do teclado do amor que foi escrita nossa história. Apesar disso, ela merece ser contada.”
Assim começa a narrativa de Lea, uma garota que doa armas em forma de palavras. Após a Grande Crise financeira causada pela construção do Muro do presidente Ronald Dumb que separou nações e a venda da Amazônia, o mundo foi tomado por uma seita chamada República Nova, que prega o narcisismo, seduzindo jovens a seguir o seu estilo de vida. Ela então começa a escrever um livro para tirar o véu da ilusão dos olhos das pessoas e transforma isso em sua missão de vida. Para sua surpresa, a história a torna uma celebridade virtual e uma pedra no sapato da República Nova. Em uma data importante para a seita, ela encontra Samuel, um misterioso integrante de uma banda de rock que sonha se tornar um médico sem fronteiras.”

Compre na Amazon (gratuito para assinantes Kindle Unlimited): O Contorno Azul Índigo.

 

TOCados: Uma história de amor entre o iceberg e o Titanic

“É em meio a surtos, Post-its e consultas na psicóloga, que Kate e Benjamin se conhecem. Ela é o caos, ele, a ordem.
Kate tem um momento de surto,  ela larga o emprego e faculdade. Sua chefe, com pena dela, deixa algumas consultas pagas na doutora Frida. Depois de um pouco de relutância, ela se rende e decide ir até o consultório. Lá ela conhece Benjamin.
Benjamin é um ruivinho cheio de manias. Ele é portador de TOC – transtorno obsessivo compulsivo e se consulta com a doutora Frida há cinco anos. É lá que ele conhece sua maior mania, Kate.
Ben, fica em choque quando vê aquela garota diferente na sala de espera. E então acontece algo pelo que ele luta há anos: Sua mente para.
Porém ele chega na vida de Kate no momento em que mais odeia, o caos. O irmão dela está desaparecido e sua família aos pedaços, mas Benjamin não desiste fácil. Porém há um pequeno detalhe nisso tudo: Kate também é portadora de TOC, mas o dela é diferente do dele, ela é uma acumuladora de marca maior.
É no meio desse caos que ele lutará para que ela sinta o mesmo que ele sentiu ao vê-la.”

Compre na Amazon (gratuito para assinantes Kindle Unlimited): TOCados.

 

 

 

Título: Branca de Carvão
Autora: Katherine Salles
Editora: Publicação Independente / Amazon
Páginas: 94

 

Compre na Amazon (gratuito para assinantes Kindle Unlimited): Branca de Carvão.

 

setembro 20, 2017

[RESENHA] A FANTÁSTICA JORNADA DO ESCRITOR NO BRASIL, DE KÁTIA REGINA SOUZA

Sinopse: “A Fantástica Jornada do Escritor no Brasil é resultado de entrevistas com 52 escritores de literatura fantástica brasileiros dispostos a compartilhar conselhos, dicas, dores e conquistas. Mais do que isso, Kátia Regina Souza, jornalista e escritora, soube reunir as entrevistas em um texto leve, divertido e prático.

Embora foque na literatura fantástica, aborda de forma franca e clara questões palpitantes do mercado editorial como um todo, como a dificuldade de encontrar uma editora, a publicação independente, as armadilhas a que o autor iniciante está sujeito, as desilusões e as pequenas conquistas, tornando-se um livro fundamental para quem deseja ser escritor ou está começando na carreira.” 

 

A Fantástica Jornada do Escritor no Brasil é um livro-reportagem de Kátia Regina Souza, publicado neste ano pela editora Metamorfose. Nele, encontramos um rico panorama sobre a atividade (remunerada ou não) de escritor no Brasil, sobretudo do gênero fantasia.

Conheci a autora, e este seu mais recente lançamento, pelo facebook da também escritora Jana Bianchi, que assina o prefácio do livro. De cara fiquei interessada, apesar de no momento ter pensado que o livro seria mais um manual sobre como ser um escritor de sucesso. Descobri com a leitura que eu estava bastante enganada sobre a publicação e A Jornada tornou-se, para mim e, acredito que se tornará para todos aqueles que o lerem, um livro de referência sobre a realidade nem sempre glamourosa do escritor no Brasil.

Como eu disse anteriormente, esse livro não é um manual. Ao contrário de outras obras do tipo, a Kátia e seus entrevistados não falam em momento algum que você vai publicar uma história qualquer hoje e daqui a um ano já estará milionário e vivendo só com os direitos autorais. Não há empreendedorismo gourmet na jornada do escritor. Há muito amor, dedicação, vontade de contar boas histórias, assim como também há muita frustração, investimentos financeiros sem retorno e gente disposta a lucrar aproveitando-se do sonho alheio.

A Jornada é um livro incrível porque é atual e realista. A autora conseguiu reunir muitas histórias em uma quantidade até pequena de páginas, tendo em vista que foram 52 entrevistados. Além disso, as entrevistas são todas bem amarradas, divididas em dez capítulos temáticos que abordam desde a escrita em si aos desafios da publicação por editora (tradicional ou paga) ou independente.

O livro é de leitura fácil e prazerosa, dá para ler quase em uma única sentada. Os assuntos são interessantes e os entrevistados não ficam atrás: a autora buscou depoimentos de quem fez e ainda faz, de quem edita e também trabalha em várias etapas do refinamento de um texto.

Agradeço, como blogueira, a oportunidade de ler esse livro já em seu lançamento, presente da autora. E como pretensa contadora de histórias, agradeço pela publicação, por suas dicas preciosas e por me mostrar que eu não estou mesmo sozinha nessa jornada.

 

Obs.: A insegurança que o escritor tem em seu ofício é tão grande que eu, ao me inscrever para parceria com a autora, já “entrei derrotada”, achando que não era boa o suficiente ou grande o suficiente. E “A Jornada” fala exatamente disso. E muito mais.

 

Autores, editores e pesquisadores entrevistados:

Ana Cristina Rodrigues • Ana Lúcia Merege • André C. S. Santos • André Vianco • Anna Fagundes Martino • Artur Vecchi • Bárbara Morais • Becca Mackenzie • Camila Fernandes • Camila Guerra • Carlos Orsi • Heidi Gisele (Celly) Borges • Cesar Silva • Christopher Kastensmidt • Cirilo Lemos • Clara Madrigano • Claudia Dugim • Clinton Davisson • Cristina Lasaitis • Duda Falcão • Eduardo Kasse • Eduardo Spohr • Eric M. Souza • Eric Novello • Erick Sama • Fábio M. Barreto • Felipe Castilho • FML Pepper • Gianpaolo Celli • Giulia Moon • Helena Gomes • Jana P. Bianchi • Jim Anotsu • Ju Lund • Karen Alvares • Lauro Kociuba • Marcella Rossetti • Marcelo Amado • Marcus Barcelos • Martha Argel • Nikelen Witter • Peterson Rodrigues • R. F. Lucchetti • Regina Drummond • Richard Diegues • Roberta Spindler • Roberto de Sousa Causo • Rodrigo van Kampen • Rosana Rios • Simone O. Marques • Simone Saueressig • Thais Lopes

 

SOBRE A AUTORA: Kátia Regina Souza é jornalista, revisora, tradutora e, há alguns anos, tenta ser escritora também. Gosta de contar boas histórias, sejam elas ficcionais ou não. Portanto, escreve livros-reportagem para adultos e literatura fantástica para crianças. A fantástica Jornada do Escritor no Brasil foi motivado por uma vontade específica: “mostrar para você, escritor iniciante ou inexperiente, que outra pessoa no mundo sofre com os mesmos dilemas egocêntricos provenientes da tentativa de colocar palavras em uma folha em branco”. Mais informações sobre a autora podem ser encontradas em seu site, katiareginasouza.com.

 

 

Título: A Fantástica Jornada do Escritor no Brasil
Autora: Kátia Regina Souza
Editora: Metamorfose
Páginas: 178

 

Compre o livro no site da autora, no site da Editora Metamorfose, ou na Amazon.

setembro 18, 2017

[LANÇAMENTO] KURT SEYIT & SHURA, DE NERMIN BEZMEN

 

Já está em pré-venda o livro Kurt Seyit & Shura, da escritora turca Nermin Bezmen! A história tem feito muito sucesso aqui no Brasil pela série homônima disponível na Netflix. Veja abaixo a sinopse divulgada pela Pedrazul Editora:

O livro que inspirou uma fascinante série de TV, agora exibida pela Netflix, e que continua a encantar milhões de telespectadores no mundo todo.

Um best-seller instantâneo desde o seu lançamento em 1992, o romance Kurt Seyit & Shura, de Nermin Bezmen, é um clássico da literatura turca contemporânea, um drama romântico que tem como cenário a decadência do Império Russo e a Primeira Guerra Mundial. Bezmen nos conta a história de um casal que vive um amor proibido à medida foge da onda de devastação causada pela Revolução Bolchevique. Neta de Kurt Seyit, O Lobo, um dos amantes que procurou refúgio no já enfraquecido Império Otomano, a autora relata a história real até então traduzida para doze línguas.
Kurt Seyit é o filho de um nobre abastado da Criméia é um elegante primeiro tenente da Guarda Imperial. Ferido no front dos Cárpatos e, mais tarde, procurado pelos bolcheviques, ele faz uma fuga ousada através do Mar Negro. Orgulhoso para aceitar o pagamento por um carregamento de armas que ele entrega aos nacionalistas, Seyit enfrenta anos de luta para começar uma nova vida na República Turca que surge das cinzas do Império Otomano decadente. Tudo o que ele tem é a sua dignidade e o seu amor.
Shura é a linda e inocente menina, encantada pela música de Tchaikovsky e pelas luzes brilhantes de Moscou, que se apaixona por Seyit quando tem apenas quinze anos. Uma vítima em potencial na mira dos bolcheviques devido à riqueza e a posição social de sua família, ela está determinada a seguir seu coração e acompanhar Seyit na sua perigosa fuga pelo Mar Negro.

 

 

Ficha técnica:

Tradução: Feyza Howel e Maria Aparecida Mello Fontes
Peso: a definir
Largura: 16 cm
Altura: 23 cm
Profundidade: a definir
ISBN: 978-85-66549-53-9
Número de páginas: livro em fase de preparação. Ainda sem definição de paginação final em Português. Edição turca com 457 páginas.
Idioma: português
Acabamento: Brochura

 

Tamires de Carvalho • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPressDesenvolvido por